Shop Mobile More Submit  Join Login
About Deviant Ali ao lado.Female/Portugal Recent Activity
Deviant for 11 Years
Needs Core Membership
Statistics 0 Deviations 8,377 Comments 23,141 Pageviews
×

Newest Deviations

No deviations yet

Favourites

Cats by LuneBleu Cats :iconlunebleu:LuneBleu 913 417 A passage in time by LuneBleu A passage in time :iconlunebleu:LuneBleu 2,585 627
Literature
Alice No Inferno: Futuro
A voz voltava sempre para a atormentar, fazendo com que Alice começasse a duvidar se era mesmo real. Mas não era o monstro que a perseguia noite após noite nos seus pesadelos que estava à sua frente. Uma pequena figura que parecia ser uma rapariga com a face oculta pelas sombras.
-Nós nunca vamos desaparecer, amor, fazemos parte de ti. Tu não podes seguir em frente e deixar-nos para trás como se fossemos um trapo velho e sujo. Vamos estar sempre aqui.
-Não és real. Não me assustas. Não mais, quem quer que sejas.
- Outra vez essa conversa! Estás a ficar repetitiva. Julgas mesmo que controlas algo aqui dentro?! Ora olhem para ela, com a ilusão de poder. Sempre tiveste a mania das grandezas!
Ela lembra-se do que lhe foi dito:"Basta fechares os olhos"
E ela fecha-os.
Correntes nascem do nada e prendem os pés e mãos da pequena menina. Grades surgem consecutivamente do chão em seu redor mantendo-a fechada, mantendo uma expressão desprovida de emoções. Ao abrir os olhos Alice ouve um riso sus
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 7 52
Literature
Alice No Inferno: Presente
No quarto do hospital o silêncio imperava, apenas quebrado pelo sinal sonoro do monitor cardíaco de Alice. Quem olhasse para Ruben neste momento poderia pensar que ele estaria a descansar em sono profundo. Mas não é o caso. Ele simplesmente não está lá. Se estivesse, provavelmente acordaria com o som contínuo que dava conta da perda dos sinais vitais de Alice.
A escuridão era irreal. Ele sabia que era um sonho mas os seus sonhos sempre o fizeram sentir-los como uma face diferente da realidade. Ruben não sentia nada, mas os seus sentidos não estavam nem adormecidos nem anulados. Apenas não havia nada para sentir. Embora esteja a caminhar, ele não o sente. "Como posso eu sentir e não ser e ser e não sentir simultaneamente?" Pensava, claramente, lucidamente, mas não conseguia sentir. Subitamente pára e sente pela primeira vez desde que mergulhou naquela escuridão. Sente-a. Alice está próxima, tão próxima como nos sonhos que ele tinha, tão próxima como em todas as lembranças que tem dela.
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 6 23
Literature
Alice No Inferno: O Sonhador
- Como é que ela está? Houve alguma alteração....? – pergunta Ricardo baixinho assim que entra no quarto do hospital.
- Não... os sinais vitais estão estáveis, mas ela ainda não acordou do coma. Os médicos dizem que temos que aguardar com calma...
- E tu...? Como é que estás...?
- Nem sei... durante dois anos, procurei por ela, sempre com um medo mortal de que nunca mais a iria ver... mas eu sentia-a, conseguia-a sentir perto... dentro de mim. Agora, com ela aqui deitada, não a sinto... – as lágrimas caiem pela cara de Ruben – Parece que está a voltar tudo outra vez, odeio sentir-me impotente, não a conseguir ajudar.
- Precisas de descansar...
- Eu sei... – Ruben encosta-se na cadeira assumindo o cansaço, olhando pela primeira vez para a cara de Ricardo – Mas olha que tu também não te ficas atrás. Que aconteceu?
- Houve uma explosão num centro comercial perto da pensão onde nos instalámos – ou eu me instalei visto que ainda não foste lá... estive a tentar ajudar... Tu sabes como é que
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 3 28
Literature
Alice No Inferno:Passado
- Porque é que fizeste com que tudo... – o resto da frase torna-se imperceptível para Alice, mas a voz era inconfundível. Trata-se do seu pai adoptivo, com quem ela perdeu o contacto depois de cortar com o passado. As sombras afastam-se lentamente daquela figura que estava parada, a poucos metros, com uma arma apontada a si. Como se a temessem. A face que é revelada é aquela com que teve pesadelos durante os dois últimos anos. O "monstro", como ela lhe chama. Mas a voz..., era a que tantos medos lhe apaziguou, que tanto amor e carinho lhe deu. As luzes começam a surgir e quando dá por si está num hospital, no quarto de um doente. O seu pai adoptivo deixa cair o  braço mas continua com a arma na mão. Está voltado para a cama. Ao seu lado surge a sua mãe adoptiva e novamente a cara que vê é a do monstro. Cada vez mais perplexa, Alice aproxima-se mas eles não reagem, como se ela não estivesse realmente ali. Era o seu irmão Pedro quem estava deitado na cama. Alice lembra-se do di
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 4 44
Literature
Alice No Inferno: M. N. E.
- O que vais fazer?! É suicídio tentar enfrentá-lo. Tanto quanto sei, este é o seu reino. Não sabemos o seu poder por aqui. E eu não te posso proteger mais.
- Este não é o seu reino. É o meu.! E eu vou reclamá-lo de uma vez por todas!
Ele agarra-a, tentando acalmá-la:
- Olha para mim. Eu estou aqui para te ajudar mas não te posso proteger dele. Nós temos que ir para um local seguro, há esconderijos que podemos utilizar, sítios que descobri desde que estou aqui.
- Já te disse…
Ele liberta-a e estica o braço, apontando para um portão enorme em frente à piscina.
- A porta é aquela. - Alice vê a porta pela primeira vez, podendo jurar que a sala onde se encontra é hermética. – A realidade vai sendo distorcida pelos teus próprios medos. Tudo o que acabaste de absorver, todas as tuas memórias dolorosas, vão ser jogadas a ti como se de facas se tratassem. Nada é o que parece, nada é real. – Alice continua a fixar a porta como se esta a tivesse hipnotizado - Ando a saltar de realidade em realid
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 5 43
Literature
Alice No Inferno: F. e D.
Água…
Ela estava debaixo de água. O braço que a tinha agarrado larga-a conforme ela luta para se soltar. Quando chega à superfície, inspira ar como se não respirasse há muito tempo. E tosse compulsivamente, para expulsar a água que lhe tinha entrado para os pulmões por ter sido apanhada desprevenida. Os olhos percorrem o sítio onde estava para tentar perceber o que se tinha passado. Estava numa espécie de sala com uma piscina pequena. Do outro lado da piscina, encontra-se a primeira figura que tinha visto anteriormente no espelho, a que a tinha avisado do perigo. Ele apenas a observava atentamente, esperando que as primeiras palavras fossem ditas. Ainda ofegante Alice diz já fora da piscina:
- Eu... eu conheço-te. Não sei de onde... mas eu… conheço-te.
Ele sorri.
- Ainda bem. É sinal que não estamos tão mal como julgava.
- Estou tão confusa... tudo me é tão familiar... mas eu não tenho memórias. Apenas clarões...
Ele levanta-se, tirando as pernas da água e contorna a piscina para ir ao
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 6 56
Literature
Alice No Inferno: O Escuro
O escuro. Alice sentia que o escuro tinha vida e por isso não se mexia. Não conseguia sequer respirar normalmente. O barulho intenso que a acompanhava anteriormente na sua fuga tinha cessado, mas este silêncio era igualmente perturbador. Tenta ganhar domínio sobre o seu medo e avança lentamente pelo escuro, com as mãos á frente com o objectivo de reconhecimento sobre o que lhe aparecia. Mas nada aparecia, dando-lhe a ideia de estar numa sala vazia. Até que ela toca em algo, uma superfície fria e lisa que começa a brilhar tomando a forma de um espelho igual ao que estava na sala, mas a sua imagem não reflectia. A escuridão não estava presente naquele espelho, parecia mais um quadro do que propriamente um espelho. Mostrava um quarto empoeirado, com cobertores brancos por cima dos móveis, até que a porta se abre. Olha para trás sobressaltada, mas não havia movimento. A acção parecia apenas ocorrer do outro lado do espelho. Figuras familiares começam a andar para trás rapidamente, a retira
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 5 38
Literature
Alice No Inferno
Quando a pequena Alice acorda de manhã, a sua mãe já não estava a seu lado, embora ela ainda sentisse a sua presença. Ela estava só novamente e todos os medos e receios voltam. Conforme ela sai do enorme quarto e passeia pelos enormes corredores, ainda ensonada, vai reparando que algo está diferente, a casa está rodeada de sombras, mais que o normal. Ao descer as escadas repara numa boneca de trapos que se encontrava num degrau. Fica longos tempos a fixar a boneca, ela lembra-se de num tempo distante ter deitado a boneca fora. Perdeu-a como se desejava perder a si própria. Como revolta contra a ausência dos seus pais, principalmente da sua mãe. Mas elas estiveram juntas no dia anterior. Mas ontem parecia-lhe tão distante. Cada vez mais, o sentimento de deja vú ia crescendo dentro de si. Começa a reparar com mais atenção nos pormenores que a rodeiam. Uma janela algures batia com força, devido à tempestade no exterior, o vento assobiava o seu nome, folhas secas dançavam pelo chão da casa
:iconSuibroM:SuibroM
:iconsuibrom:SuibroM 13 78
Windowpane by Clepsidras Windowpane :iconclepsidras:Clepsidras 9 26 Anonymous by immanuel Anonymous :iconimmanuel:immanuel 1,186 108 1962 by equivoque 1962 :iconequivoque:equivoque 611 128 only ashes by Elipa only ashes :iconelipa:Elipa 1,629 124

Wishlist

Ghost Opera 20 by DenisOlivier Ghost Opera 20 :icondenisolivier:DenisOlivier 568 129 Ashes to Ashes by LuneBleu Ashes to Ashes :iconlunebleu:LuneBleu 1,021 405 Fake by Aiae Fake :iconaiae:Aiae 103 33 grand piano by suzi9mm
Mature content
grand piano :iconsuzi9mm:suzi9mm 14,743 3,358
losing colors by JuliaDunin losing colors :iconjuliadunin:JuliaDunin 8,966 1,256

Activity


deviantID

0Muse0
Ali ao lado.
Portugal

Journal

No journal entries yet.

Comments


Add a Comment:
 
:iconframb01s3:
framb01s3 Featured By Owner Apr 7, 2009  Hobbyist General Artist
Olá! :wave:

Lembras-te de mim?
Como estás?

Espero que esteja tudo bem contigo ^^

:heart:
Reply
:iconduendegotico:
DuendeGotico Featured By Owner Mar 6, 2009
what up.
Hey, whats going on? 23/female.. come chat with me on this website CLICK HERE
Reply
:iconlaranjita:
laranjita Featured By Owner Feb 14, 2009
hey 22/female. you're cute =) check me out on my webcam chat thing CLICK HERE
Reply
:iconajota:
Ajota Featured By Owner Feb 11, 2009
hey check out that blog i tried to show u yesterday lol.. CLICK HERE
Reply
:iconajota:
Ajota Featured By Owner Feb 10, 2009
SEE WHO YOUR SECRET LOVE IS FOR VALENTINES. I JUST FOUND OUT MINE.

CLICK HERE TO FIND YOURS
Reply
:iconajota:
Ajota Featured By Owner Feb 8, 2009
What's up
I took this new free iQ quiz my friend showed me. you should check it out. just CLICK HERE TO TAKE THE FREE IQ TEST
Reply
:icondeadlywitch:
DeadlyWitch Featured By Owner Feb 7, 2009
Hey. this person wrote something about you in their blog.. CLICK HERE
Reply
:iconajota:
Ajota Featured By Owner Feb 7, 2009
Hey. this person wrote something about you in their blog.. CLICK HERE
Reply
Add a Comment: